Entrar

Entrar

Esqueceu a sua senha?

CRIAR CONTA

Criar conta

0

Melhores carros custo benefício usados e seminovos

Melhores carros custo benefício usados e seminovos

Melhores carros custo-benefício usados e seminovos, confira a matéria especial com os 20 melhores carros usados atualmente.

Todo mundo conhece o velho jargão “ano novo, vida nova”, e por que não mudar esse jargão para “ano novo, carro seminovo”?! Então, prepare-se para a listagem com os melhores carros usadosseminovos com melhor custo benefício que montamos para ajudar na sua escolha.

Separamos 20 modelos considerados os melhores carros utilitários e mais vendidos que você poderá encontrar na garantia e com preços muito acessíveis e o melhor: sem ter preocupações com a assistência técnica.

Vem com a gente e leia a reportagem até o fim e descubra o quanto você poderá economizar neste ano.

1.TOYOTA COROLLA XEi 2014

Justificando-se a supervalorização do Corolla por conta da lei da oferta e da procura e sua grande saída no mercado, podemos perceber que quando foi lançado o Toyota Corolla custava R$ 79.900 em 2013, hoje passou a custar R$ 89.490 (12% a mais), o que é um ajuste um tanto pavoroso.

Contudo, esta geração é a mais rentável do Toyota Corolla e ainda é a mesma que está à venda nas lojas. Com a versão do Corolla 2014 é possível economizar R$12.490 em vista do modelo deste ano, é idêntico ao zero quilômetro e ainda possui mais um ano de garantia.

Leia também: Novo corolla 2018

2. HYUNDAI HB20X 2014

Para quem gosta do Hyundai HB20X agora é o momento. Com a chegada da linha 2016 as concessionárias o valor do veículo caiu aproximadamente 5%.

Comparando os valores, vemos que o HB20X 2016 sai por R$ 59.395 (automático), já o modelo do HB20X 2014 custa R$ 44.900, com sistema Blue Nav, indisponível na Style atual, e câmbio automático de 4 marchas. Se fizer uma boa pesquisa, é possível encontrar modelos com bancos em couro sem custo adicional.

Porém, nem tudo é vantajoso. A versão nova do Hyundai HB20X possui câmbio automático de seis marchas, direção elétrica, sendo mais suave nas manobras de estacionamento, o que a versão de 2014 não possui. Aí cabe avaliar a economia de R$ 14.495.

3. HONDA CR-V 2013

Esse modelo possui um novo design, que resumindo é aquele Honda  CR-V que apareceu com a cara de Volvo na traseira e a dianteira que faz lembrar os novos Honda.

Do modelo anterior, manteve o mesmo espaço interno latifundiário, o motor 2.0 de 155 cv e o câmbio automático de cinco marchas, que também é o do modelo atual. No lançamento de 2013, o Honda CR-V virou flex, e é essa versão que pode ser encontrada por R$ 84.900.

O Honda CR-V 2013 possui o porta-malas maior (com 33 litros a mais, totalizando 589 litros) e é o precursor da linha quando se trata do sistema ECON, oferecendo ao condutor a economia de combustível, alertando a ele com feixes luminosos ao redor do velocímetro. No velocímetro, quando a luz fica branca significa que se está acelerando muito e quando acende a verde indica mais economia.

Damos preferência para a versão LX, pois as principais distinções estão na estética e não em sua funcionalidade e quando comparado ao modelo EXL são mínimas, sendo que a mais cara só era comercializada com tração 4WD e as versões EXL desde setembro de 2013 vieram com tração 4x2.

Leia também: Novo CR-V 2018

4. VOLKSWAGEN HIGH UP 2014

O Up quase não bebe nada e é um dos campeões quando se trata de segurança. É bem confortável para dirigir, pois possui motor e câmbios que trabalham com refinamento, e isso de certo forma permite alguns abusos. A questão é: ele custa R$ 45.990, enquanto que o Up TSi custa R$ 44.790.

Teoricamente, isso se deve a lei da oferta e da procura, ou seja, com a baixa procura pelos modelos mais equipados dos Ups usados o seu preço caiu. Economizando R$ 9 mil é possível encontrar um High Up 2014, com rodas de liga leve, ar-condicionado e direção hidráulica.

E, não se esqueça: eles são o mesmo carro! Com uma boa pesquisa, você ainda pode encontrar uma unidade com o Maps&More (Multimídia e GPS) sem custos adicionais, visto que no Up 2016 esse item não sai por menos que R$ 1.518 extras.




5. CHEVROLET ONIX LT 1.0 2014

O Chevrolet Onix LT foi o campeão de vendas no Brasil no ano de 2015, possui um desenho bonito e tem um acabamento digno de um veículo que custa a partir de R$ 38.490 na versão 1.0 LS, e de R$ 42.590 na 1.0 LT, já composta com trio elétrico, vidros elétricos antiesmagamento, comandos de abertura de portas e porta-malas na chave, além de ar-condicionado e direção hidráulica de série.

Mas é possível encontrar tudo isso pelo preço de um 1.0 popular sem os adicionais. Isso mesmo, por R$ 10.500 a menos não é raro encontrar o mesmo Onix LT, ano 2014.

Se for feita uma boa pesquisa, é possível encontrar o Onix LT com preços entre R$ 32.500 e R$ 33.500, equipado com o My Link, o sistema multimídia que é atrelado à interface do celular.

O mais atrativo é que considerando o Chevrolet Onix 2014, veremos que só sofreram o recall de substituição do filtro de combustível, feito nas revisões dos carros envolvidos. Se quer uma boa economia, este carro é uma boa pedida.

Leia também: Novo Onix 2018

6. HYUNDAI AZERA 2013

Esse modelo foi a atualização que revolucionou a linha do Azera, não só no design, mas também nos valores, o que antes custava R$70 mil, passou a custar R4109 mil (na época). Diferente de seu antecessor, o novo sedã ganhou em desempenho e eficiência com um motor 3.0 V6 de 250.

O mais incrível foi que a Hyundai refinou o Azera, deixando ele com um acabamento ao nível de Mercedes-Benz e BMW. Como inovação tecnológica, o Hyundai Azera foi o precursor em recepcionar o motorista com toques musicais, possuir painel com efeito em 3D, freio de estacionamento eletrônico e o teto solar panorâmico.

O Hyundai Azera 2013 é o mesmo do lançamento do Azera 2012, e não passou por recalls no Brasil. O Hyundai Azera tem 4,91 m de comprimento e 2,85 m atende tarefas laborais e familiares, com muito estilo e custando até R$ 89.900.

7. HONDA CIVIC LXR 2014

A Honda lançará a nova geração do Honda Civic em setembro deste ano. Com esse lançamento, a versão LXR 2.0 - que foi colocada no mercado em 2013 - passará a custar R$62.900, comparando com o modelo que temos atualmente, são mínimas as alterações e a diferença está nos salgados R$80.700 pela versão 2016.

É importante lembrar que algumas reformulações foram feitas na carroceria do Honda Civic em 2016, como: para-choques com um design mais moderno. Esta versão que nos referimos conta com motor 2.0 flex de 155 cv, câmbio de cinco marchas e a boa capacidade dinâmica.

Este modelo é precursor na função ECON, com a indicação de luzes relacionadas ao consumo, vem equipado com central de multimídia e GPS, isso na versão EXR. Para obter mais lucro, quando for adquirir o seu Honda Civic, verifique se ele atende os recalls do airbag do condutor e do sensor do marcador de combustível.

Leia também: Novo Civic 2018

8. TOYOTA HILUX SR 2014

Dentre as diferenças com o Hilux do ano anterior, é possível perceber que o acabamento da Toyota Hilux 2014 melhorou, a posição de dirigir é mais agradável, mas aqui a questão é: quanto custa uma mudança de geração? Bem, a resposta está na diferença entre os preços de uma versão SR, diesel, seminova e a que recém foi lançada: R$ 52.420. E é balela dizer que a Hilux anterior é tão pior que a 2016.

Possui tração 4x4, bancos de couro, motor 3.0 turbodiesel de 171 cv e câmbio automático de cinco marchas, atende com eficiência as necessidades de quem precisa de uma pickup para o campo e para a cidade.

9. FIAT 500 CULT 2014

Com a alta do dólar muita coisa subiu, contudo não afetou diretamente os carros seminovos, atingindo, neste caso, apenas os modelos novos, como é o caso do Fiat 500 Cult. Assim, se buscarmos 500 Cult, equipado com motor 1.4 Flex de 88 cv e câmbio manual podemos encontrá-lo por menos de R$ 40 mil, sendo que este modelo é exatamente o mesmo carro que você vai achar novo por R$ 56.900, sem alterações drásticas nele desde que começou a ser importado do México, em meados de 2011.

Comparando com o utilitário Fiat Palio 1.0 veremos que seu custo é menor, porém ainda mantém o padrão de qualidade internacional, aprovado pela NHTSA, a regulamentadora da rodagem de veículos no EUA. Com uma versão dessas, você ainda possui mais de um ano de garantia, assim, é legal ficar de olho nas revisões. Com 30 mil km rodados sai por R$ 744, a de 45 mil km custa R$ 660 e a de 60 mil km vai para o custo elevado de R$ 1.240.




10. VOLKSWAGEN FUSCA 2014

O novo fusca com motor 2.0 turbo e câmbio DSG de seis marchas, está exatamente igual desde o seu lançamento em 2012. Pode ser encontrado por R$ 69.900.








Possui 200 cv de potência e 28,5 mkgf de torque, esse fusca leva apenas 7,3 s para ir da inércia aos 100 km/h e retoma dos 80 aos 120 km/h em apenas 5,9 s. A agilidade dele é incrível e é acompanhada de um alto requinte interior que você só pode encontrar na linha Highline do Golf. Na nova versão, saiu o kit de apetrechos alegres, e o vasinho de flores do New Beetle, dando lugar aos manômetros e cronômetros. Tudo para influenciar os aficionados pelo modelo a pagarem 40% a mais por ele, no lançamento. Atualmente, o modelo 2013/2014é mais barato que uma SpaceFox zero e é muito mais rentável.

11. VOLKSWAGEN JETTA HIGHLINE 2014

O Jetta foi levemente alterado, mas não rebaixou o modelo anterior. Assim, é possível encontrar a versão 2014 com baixa quilometragem, podendo economizar até R$21.000 na sua aquisição e ainda gozar de um ano de garantia.

O custo do seguro (aproximadamente R$ 4.750 por ano) e das revisões mantém os mesmos valores de um 0 km.
Porém, o que vale a pena mesmo é o seu desempenho, que permanece o mesmo da versão atual, com o 2.0 turbo de 211 cv e câmbio DSG de seis marchas.

12. FORD FOCUS 2014

O Focus teve a sua última remodelação em meados de 2015, transformando o modelo hatch em sedã e pasmem: sem mudar uma linha do desenho original do veículo.

Porém, a maior problemática do mercado é que o modelo visto nas fotos não chegou a completar dois anos com essa aparência, e o que é mais relevante, leia-se motor, câmbio, espaço interno e nível de equipamentos permaneceram intactos. O fato é que esse veículo sofreu uma alta desvalorização desde o lançamento do Focus 2016.

Para quem quer economizar a grande sacada está aqui: você pode economizar R$ 32.900 na compra de um seminovo. Com apenas R$ 66.000 você consegue encontrar o Focus Titanium 2014, com motor 2.0 de 178 cv, teto solar, sistema SYNC e a característica única de suas rodas escuras, e o melhor: quase sempre com menos de 40 mil km rodados. Se compararmos com o modelo novo, veremos que o design sofreu poucas alterações e custa R$98.900. Faça as contas e chegue às suas próprias conclusões!

13. CHEVROLET CAMARO 2014

No Brasil, ainda contamos com a linha 2015 do Camaro. Portanto, vamos analisar a versão 2014 que pode ser encontrada por R$61.450 a menos que a versão 0km e vem acompanhado das lanternas traseiras reestilizadas, esse valor de economia equivale ao preço do novo Cobalt na versão completa.

É um carro que não possui uma venda fácil, mas conta com um motor 6.2 V8, 406 cv, o que proporciona um ronco perfeito para atrair fãs. Por ser um esportivo caro, o seguro possui um preço salgado (aproximadamente R$14.700) e os valores de revisão passam dos R$1.500, mas essa versão vale a economia para adquirir o próximo.

14. BMW 320i 2014

Em seu lançamento, a BMW 320i custava R$ 129.950 e encerrou o ano passando das 5.550 vendas. Isso devido ao seu refinamento dinâmico, motor 2.0 de 184 cv, com o auxílio de um câmbio de oito marchas e tração traseira, e de quebra pode ser abastecida com etanol.

Comparando, veremos que o 0 km é o mesmo carro de 2014, com a diferença de valores, custando R$ 141.950.




Com uma boa pesquisa é possível encontrar unidades com aproximadamente um ano de uso com o custo de R$ 98.900, o que equivale a R$ 43.050 de economia em relação ao 0km. Ainda, se garimpar bem, pode acabar encontrando a versão 2014 com GPS por nada mais que R$ 110 mil, que hoje a versão atual acaba saindo por R$ 153.950!








Só é bom ficar de olho na manutenção programada para os 48 mil km, que no caso da BMW as revisões acontecem a cada 12 mil km, custando uma média de R$ 4.500.

15. RENAULT LOGAN AUTHENTIQUE 1.0 2014

Com essa versão você consegue economizar R$ 11 mil e ninguém perceberá que é um usado. Essa vantagem você encontra quando escolhe a versão básica do Renault Logan 2014, por preços a partir de R$ 30.990, já a versão 2016 chega a custar R$ 42.200.

Porém, nesse caso, a vantagem não é integral. O Logan 2014 que você encontrará por este preço será a versão sem os adicionais (ar-condicionado e direção hidráulica). Tanto que, se compararmos com o lançamento em novembro de 2013 veremos que inicialmente ele custava R$ 28.990, justamente por não ser a versão completa.

16. MERCEDES-BENZ C180 2014

Com essa versão é possível fazer a economia de R$49.000! Isso mesmo, é possível andar de Mercedes e, ainda, sair com dinheiro no bolso. Com a espécie de liquidação que Mercedes-Benz fez com algumas unidades, vendendo por R$ 115.000, essa versão sofreu uma desvalorização excessiva, e hoje é possível comprar a Mercedes-Benz C180 por um custo menor que o Toyota Corolla Altis. Nesse modelo encontramos o acabamento de primeira linha e a direção perfeita nas mesmas condições do modelo atual.

A diferença está em seu tamanho, ele é menor e mais apertado atrás, sendo classificado como um sedã médio. O motor mantém-se no CGI 1.6 de 156 cv de potência, com câmbio de sete marchas acelerando de 0 a 100 km/h em 10s, a média de consumo deste veículo é de 9,5 km/l de gasolina.

17. HYUNDAI HB20S 2014

A versão 2016 sofreu algumas alterações, mais estilizada e cheia de vincos. Mas, se compararmos com a versão anterior veremos a linda economia de R$ 9.465 e venhamos e covenhamos: a diferença não é absurda para uma economia de quase dez mil reais, pois mantém o câmbio de 6 marchas nos modelos, mantendo a mesma sensação de dirigir a versão Comfort Style 1.0 2014 ou o 2016; ainda, com esse modelo é possível desfrutar de três anos de garantia.

18. MITSUBISH ASX 2015

Logo esse modelo passará por uma mudança radical, você pode chegar à conclusão de que não compensa comprar um 0 km por R$ 98.490. Por conta disso, a desvalorização é alta, dessa forma, é possível encontrar modelos 2014/2015 mais baratos, custando menos de R$ 80 mil e com quilometragem que não passa de 40 mil km. O crossover conta com um motor 2.0 16V de 160 cv e como diferencial apresenta rodas de 18”, ao invés das de 17”, o que fez com que a Mitsubishi recalibrasse as molas e os amortecedores. Assim, é possível comprovar que o ASX nacional é mais confortável que o japonês.

Com tantas características particulares, o ASX apresenta uma excelente dinâmica e design de um veículo espaçoso. Ainda que usado, conta com dois anos de garantia, se as revisões forem feitas com 40 mil km e com 80 mil km, o que nas concessionárias acaba custando R$ 1.132 e R$ 1.275.

19. FORD FUSION TITANIUM 2014

O Fusion impõe status, presença e estilo quando se trata de sedã. Mas o que realmente importa nesse caso não é nem a questão de status e sim que o Fusion Ecoboost foi um dos carros mais vendidos por este valor, com a vantagem de que o modelo 2013/2014 é exatamente o mesmo que você vai encontrar nas concessionárias por R$ 123.400, acelerando de 0 a 100 km/h em aproximadamente 8 s e, se bem pesquisado, pode ser encontrado por R$ 85.900 nas revendas.

É bom ficar de olho em algumas características, caso o carro escolhido seja do ano 2013 (e não 2013/2014) verifique que ele tenha passado pelos recalls da bomba de combustível, da caixa de direção, do reclinador do encosto de cabeça, do módulo do sistema de segurança e das fechaduras das portas, pois este Fusion deu problemas para a Ford, lembrando que os modelos fabricados a partir de setembro de 2013 não apresentaram defeitos.

20. MERCEDES-BENZ C63 AMG 2013

Este foi o sedã médio mais desejado por um período, não possuindo o melhor motor, visto que ficava atrás do BMW M3 4.0 V8 em circuitos, mas para quem é viciado em carros a justificativa se pautava na força do seu V8 6.2 de 457 cv, resumindo: um Civic V8. Atualmente, a versão do novo Classe C63 AMG 2016 custa R$ 508 mil.

Porém, quando comparamos com a versão 2013, encontraremos poucas alterações no seu design e com a mesma funcionalidade, custando apenas R$ 350 mil. Contamos, ainda, com a vantagem desses carros geralmente ter passado apenas por um dono, encontrando unidades com 10 ou 15 mil km rodados. É ou não é uma beleza para entrar no mundo dos esportivos?

16 DICAS PARA COMPRAR SEU USADO

PREÇO

Consulte a tabela FIPE, ela é uma boa base de valores para o veículo que você está procurando. Se o veículo estiver com o valor variável com a margem de 5%, para cima ou para baixo, negocie. Acima disso, você deve pedir um desconto. E preço muito abaixo, fique ligado e desconfie, pois algo pode estar errado.

LUGAR

Sempre vá acompanhado na compra de um veículo e de preferência durante o dia, pois com a claridade e outros olhos é possível ver possíveis defeitos no carro e evitar um futuro golpe, como extorsões e assaltos. Combine previamente uma visita para conhecer o veículo desejado.

REVENDAS

Comprar o carro de um particular sai mais em conta, mas quando você compra de uma revenda, o Código de Defesa do Consumidor pode ampará-lo, de forma que a lei obriga a empresa a oferecer três meses de garantia pelo bem adquirido, independente do defeito. Já no particular você não terá essa garantia.

PAGUE À VISTA

Se possível, compre seu carro à vista. Com o período de recessão e a baixa da renda média está difícil aprovar o crédito. Quando aprovado, as taxas de créditos variam entre 1,6% e 3,9%, o que torna seu veículo mais caro. Outra dica: carro usado não possui facilitação, “taxa zero” e o “sem entrada” vale apenas para os 0 km.

LEVE A LUPA

Ao marcar uma visita para ver o carro escolhido, fique de olho. O vendedor pode mostrar o carro um pouco sujo ou até empoeirado, e isso pode ser sinal de má fé, pois pode esconder alguns riscos ou possíveis batidas leves. Se houver desconfiança disso, vale a pena pagar um lava rápido e tirar a prova real para não ficar no prejuízo.

O MECÂNICO

Se possível, leve um mecânico para acompanhar você na compra do seu seminovo, acredite: isso faz toda a diferença. Caso você não conheça sobre a mecânica do carro, uma válvula batendo, o óleo que não sobe ou um radiador entupido pode passar despercebido e vir a se tornar um problema grave se não detectado na hora.

PNEUS

Pneus bem gastos podem nem sempre ser sinônimo de carro mal cuidado. Normalmente significam honestidade. Mas, para averiguar isso de forma correta, faça um cálculo simples. Um jogo de pneus tem a durabilidade entre 40 mil e 50 mil km. Então, deve-se calcular a quilometragem com base nessa informação. Se encontrar um veículo com 30 mil km e pneus novinhos, há chances de o hodômetro ter sofrido uma fraude.

TUDO À MÃO

Outro fator que “entrega” a idade do veículo são as partes que o condutor mais tem contato. O suor e a exposição ao sol acabam deteriorando o volante e a manopla de câmbio, mesmo que peças sejam de couro. Se o carro marcar baixa quilometragem e essas peças apresentarem um desgaste desproporcional, pule fora do negócio, pois é sinal de que algo está errado.

EQUIPAMENTOS

Ar-condicionado, rádio Double-din, sistema flex, direção hidráulica, bancos de couro... Todos esses adicionais são melhores quando saem diretamente de fábrica junto com o veículo. Não arrisque em adquirir um carro usado ou seminovo que tiveram esses itens adicionados fora da fábrica - isso se aplica para vidros e travas elétricas, o único item que pode ser instalado fora dessa leva com segurança é o alarme.

PEDAIS

Outra forma de verificar a fraude em hodômetro é a situação dos pedais. De acordo com o tempo de uso, ele demonstrará o seu gasto. Observe rachaduras e ranhuras nos pedais, dificilmente eles estão novos ou intactos.




VOLTINHA BÁSICA

Sempre dê uma volta com o carro, faça o famoso test-drive. Verifique tudo, desde alinhamento ao barulho que a porta faz quando abre e fecha, se há os “grilos” quando se passa por buracos. Observe, também, se ao manter aceleração em rotações mais altas há falhas no motor.

CHASSIS

Confira sempre a numeração em baixo relevo que se localizam no motor e no assoalho do carro. Compare com os números que aparecem nos vidros. Caso eles não sejam iguais, anote a placa do veículo e contate a polícia.

PORTA-MALAS E CAPÔ

Para verificar se o carro foi batido, basta verificar os parafusos da frente que unem as peças da carroceria ao monobloco. Casos as cores dos parafusos forem diferentes é sinal de houve uma colisão frontal no carro. Na traseira basta levantar o tapete do porta-malas e conferir se a cor está intacta.



AMIZADE

Quando houver a oportunidade de comprar um carro de um amigo que quer vender, aproveite! Verifique se a pessoa que conhece você está com mais medo de vender o carro do que você em adquiri-lo, isso é uma segurança maior. Outra vantagem é: caso aconteça algum problema é mais fácil entrar em acordo e achar a quem fazer uma reclamação diretamente.

BANCOS

Este é outro item que entrega a idade do carro. Sempre que for comprar um carro, pesquise fotos do interior da cabine e compare com os bancos que estão no carro com os originais. Mesmo que seja de couro, é clara a diferença entre um estofamento de um carro que rodou 30 mil km e outro 50 mil km.

SAIA DA CIDADE

É bom pesquisar o preço em outras cidades, às vezes a cidade em que você está acaba saindo mais caro e você perde de economizar. Faça uma pesquisa na Internet e depois vá aos locais de venda, assim você terá mais chances de poupar dinheiro. Como exemplo temos as picapes 4x4, elas são supervalorizadas no sul e centro-oeste, ou seja, faça pesquisas em outras regiões onde elas não são valorizadas.

Redação (Seucarro.net)




Sobre o Autor

SeuCarro.net: Notícias e novidades automotivas | Compra e venda de carros usados, seminovos e novos em todo o Brasil, publique anúncios ilimitados grátis ! Anunciar agora

1 Comentários

  1. Data: agosto 14, 2017 às 14:26
    Autor: clineu pedroso

    classic LS, 2013, trio (vidro eltr, trava, alarme),
    direção hidraulica,
    ar condicionado,
    pelicula,
    cd player pioneer,
    com manual e revisões na autorizada.

    Responder

Deixar um comentário

Comentários Facebook